Seguidores

14 de jun de 2007

RS


És tu Rio Grande do Sul.
Sim, tu!

Tu que corres em minha veia ó pátria amada.
És sempre que deixa eufórico, não podemos nos entregar.
Os campos que tens são lindos e demasiadamente verdes
suas chapadas e morros são lindos.

Grande Rio Grande amado que mil façanhas fizeste
que não perdeste a gloria jamais.
Temos força, raça e afinco.
Não seremos apenas sobra de uma outra nação.

Não somos um filho pródigo de uma outra nação.
Temos brilho próprio e somos maior, muito maior
que nossas fronteiras: nossas porteiras.

Não queremos ser uma grande nação estúpida, grande
poluidora e cinza; não por nada.
Não queremos apenas ser lembrados como povo distante.
Somos grandes, imensos, temos talentos mil
e dentre outras és soberana e de futuro brilhante.

Temos um dos povos mais lindos do mundo e temos
também a beleza interior que nos deixa ainda mais belos.
Grande és grade rio grande do sul, orgulho de ser mais um
sul rio grandensse que de minha veias ardem paixão por ti.

Leandro Borges

Nenhum comentário:

Creative Commons License
Poesya, não burguesia! by Leandro Bastos Carneiro Borges is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at poesyas.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://poesyas.blogspot.com/.