Seguidores

28 de jun de 2007

Fogo, Dança... Esperança


Poder, nuvem forte.
Relâmpagos ao norte.
Folhas em dança, energia no ar.
Rodopia, rodopia - gira, gira.
Canção em caldas, em mel: luar.
Labaredas cruéis, selvagens de pira.

Um canto, um pranto: teu réquim.
Um beijo, um sonho: querubim.
Sem sim, sem mim, sem dó.
Tão só.
Saio.
Sibilando.
Vou brincando no ar girando, girando!

Um grande voar luxuoso.
Sigo sinuoso no pouso.
A dança em roda viva.
A grande, pequena.
A esperança na corda bamba.
Eis que samba.
Não nos vai deixar.
E o show - sim o show! - há de continuar.

Leandro Borges

Nenhum comentário:

Creative Commons License
Poesya, não burguesia! by Leandro Bastos Carneiro Borges is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at poesyas.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://poesyas.blogspot.com/.