Seguidores

2 de out de 2007

Olhos novos


Um fechar de olhos.
Descansar.
Um leito aconchegante.
Um conforto de adormecer.

A areia por estar no olho.
Quero um canto calmo.
Um pouco escuro: anoitecer.

Dormiria um ano, acordaria mais moço.
Uma leve dobra no alto do pescoço.

A alma despertada
e a nova vida alcançada.

Um vendaval de calmaria.
O leve dia surgia.
Alforria.
Alegria.
Mundo cria.
Fantasia.

Pequenino
ato de amor.
Faz dormindo.
Sem cor.
Sonho branco.
Alvorecer.
Universo: saber!

Leandro Borges

Nenhum comentário:

Creative Commons License
Poesya, não burguesia! by Leandro Bastos Carneiro Borges is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at poesyas.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://poesyas.blogspot.com/.