Seguidores

7 de dez de 2007

Nina


Ao se lançar ao ar, deixa teu sonho voar.
Deixa o corpo embalar a alma irradiante.
Uma linda atriz, em seus olhos: brilhante.

É magia, uma doce e delicada; alegria de viver.
Toda de branco,
seu sorriso,
seu olhar.
Tudo e toda
é um sonho,
um encanto.

És uma trufa de alegria.
Tens guardada o encanto dos anjos.

Tens a pele de um copo-de-leite recém brotado.
Deixa teu plainar tocar o meu corpo.
Me leva de mundo louco,
me ensina a voar.

Ó angelical musa, teus rastros me guiam!
Sigo teu perfume, que as rosas copiam.

Leandro Borges

Nenhum comentário:

Creative Commons License
Poesya, não burguesia! by Leandro Bastos Carneiro Borges is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at poesyas.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://poesyas.blogspot.com/.