Seguidores

9 de jul de 2008

A vitória da vida

o vento parou de soprar
o passarinho pousou
sem mais, foram pras suas casas
o vento pousou
o ceu abriu um claraum
o silencio tomou conta
o silencio profundo
a paz reinando
reinando
apenas contemplativo???
integro simples
uma calma nata
apenas o essencial
sem ruido
sem antecipações
o agora
o estado harmonioso
de paz
o pensamento calado
a essencia concentrada
o ontem e o amanhã
não, apenas o agora
não ha frio o calor
não ha humidade
um ar seco
não ha distancia
nãoi ha cedo nem tarde
uma confortavel sensação de estar vivo
ha um silencio ondulado
em pulsos
e em cada pulso
o silencio faz uma constante senoidal
a ausencia de ruido é magnifica
tudo se completa e se contem
o nada assume forma
o ar fica leve?
o sentimento escorrem sem agruras...?
os sentimentos voam calmamente
a na tureza corre feliz
o amor envolve tudo
a tudo e a todos
o silencio magnifico
selencio sedutor
silencio grande mestre
o silencio que ensina
que acalma
em si o silencio que conforta
que forma o carater
aguas limpidas
peixes ????
passaros brancos
sol ardente
nuvens
o voo do falcao
o nado dos golfinhos
a corrida do quepardo
o abraço do urso
a marcha dos pinguins
o carinhar dos gatos
a lealdade do cão
a comunidade dos chimpanzes
a calma da tartaruga
o baile aguatico dos peixes
????? quebrando todos os sons girando?
subindo desdendo
as augas ensitando o mar
o oceno o ceu
milhares de ondas de nuvens do ceu
??
coloridas
as cores do ceu desdobradas
brilahtens
intensas
vividas
o reluir dos raios solares nas flores
a tunue gota de orvalho
a pegada de um bebe
o sorriso de uma criança
o carinhar dos enamorados, verdadeiros
o beijo, o beijo do amor de casal de decadas
de um amor que venceu
tudo
até a morte dos dois
continua
ele venceu
tudo
ele venceu a morte
que venceu a vida
que venceu todas as perdas
todos os dragoes
todos os redemioninhos
todos os drgões
todos?
todos ?
todos?
?
o amor que venceu e que vence.

Leandro Borges

Nenhum comentário:

Creative Commons License
Poesya, não burguesia! by Leandro Bastos Carneiro Borges is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at poesyas.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://poesyas.blogspot.com/.