Seguidores

21 de mai de 2010

O sorriso que me olha.
Os olhos que me beijam.
A pele que me cheira.
O corpo que me fala.

Fica bem, meu
pedacinho de céu.

Perolas, sombras e luzes roxas.
Coxas e bocas, entrelaçados.
Mar em furia, volupia:
enamorados.


Beijo, a leveza do teu beijo me deixa sempre tao inebriado

Saibas que continua assim...

Leandro Borges - restos de coisas velhas - 08/12/09

Nenhum comentário:

Creative Commons License
Poesya, não burguesia! by Leandro Bastos Carneiro Borges is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at poesyas.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://poesyas.blogspot.com/.