Seguidores

21 de mai de 2010

A vida espera por um fio.
A vida: te dou um fio.

Entrelaços e abraços, deixas e canções.
Deixo e parto.
A vontade é de não partir, é de apenas ir.
Sem deixar pedaços.
Sem deixar rastros.
Sem deixar canções.

Meu coração te tem em um lugar muito especial.
No teu... eu não sei onde eu exatamente me encontro...

Leandro Borges - 17/01/10

Nenhum comentário:

Creative Commons License
Poesya, não burguesia! by Leandro Bastos Carneiro Borges is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at poesyas.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://poesyas.blogspot.com/.