Seguidores

30 de ago de 2008

Vento maluco do mágico de oz


Como o vento pode tudo mudar?

O vento trouxe novos ares, traz de volta as cores do mundo.
Houve o tempo em que as flores falavam
e o mundo não se resumia a apenas milhões de cores.
A natureza não era muda para os homens
e o sonho existia sem precisar adormecer.
Ou melhor, não era preciso despertar.
Vive o pleno viver, deixa o sabor do vento lhe tomar o pensamento.

O que mudou? o que te inspira a mudar? de que para quê?

O mundo mudou apartir do vento, o mesmo vento que surgiu no arfar da tua respiração.
Felizmente veio para que um novo tempo surja.
Seria um quadro alucinante se fosse somente no mundo interior, mas também está neste.
E é deste mesmo arfar que vem a minha inspiração.
É um fluxo contínuo de energia, entre as pétalas do meu e do teu estômago.
Corrente que nasceu em uma noite de flores, é verdade.
Entre as cidades da mesma cidade e dos nossos desdobramentos de eus, estão todas as flores: astrais, chakrais e reais.

Leandro Borges

Nenhum comentário:

Creative Commons License
Poesya, não burguesia! by Leandro Bastos Carneiro Borges is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at poesyas.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://poesyas.blogspot.com/.