Seguidores

13 de out de 2008

O outro tempo


Aqueles que não olham pra trás
não sabem o que será o amanhã.

Tua face doce salgada.
Fica parada com um fim.
Sem o teu tempo eu digo, sim.

Em partem, a outra parte, se parte e parte.

Deixar o tempo te ver.
Escorrer na caminhada dos anos.
Deixe a vida lhe servir um gole.

Leandro Borges

Nenhum comentário:

Creative Commons License
Poesya, não burguesia! by Leandro Bastos Carneiro Borges is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at poesyas.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://poesyas.blogspot.com/.