Seguidores

29 de out de 2010

novo mundo


No castelo perdido da ilusão
há um bosque encantado
cheio de flores
onde as fadas não se escondem
há um caminho de penas
quem levam ao solar

som de pássaros raros
paraíso sem placas
uma rosa dourada ao centro
brumas avermelhadas
ar doce e águas termais
cristais e artesanato

duendes sorridentes a correr
cachoeiras cristalinas
as emoções voam leve
um suspiro um arco profundo

águas são águas de rei
um reino mais feliz
onde não há princesas ou príncipes

a vida sem projeções, sem visões, sem fantasia

Leandro Borges

Nenhum comentário:

Creative Commons License
Poesya, não burguesia! by Leandro Bastos Carneiro Borges is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at poesyas.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://poesyas.blogspot.com/.