Seguidores

21 de set de 2009

entre-AGULHA-linhas

cuidado moça, teu salto-alto pode prender a agulha nas entrelinhas

olha por onde anda
olha por onde fala
olha por onde escreve

meu olhar apurado reconhece um tropeço
vi que quase nada
no teu

andar
falar
escrever

houve uma pequeníssima oscilação
e foi ali que percebi o teu salto te trair
pela altura que chegaste
por tudo que falaste
deixaste muitas agruras no caminho
e nas entrelinhas criaste micro-abismos irremediáveis
como uma bela heroína trágica
desabaste do teu próprio veneno sem perceber

Leandro Borges

Nenhum comentário:

Creative Commons License
Poesya, não burguesia! by Leandro Bastos Carneiro Borges is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at poesyas.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://poesyas.blogspot.com/.