Seguidores

11 de jan de 2010

Brasil, nação do futuro

Um ótimo lugar pra se viver:

- Balas perdidas.
- Sequestros relâmpago.
- Chacinas.
- Massacres.
- Milícias.
- Guerras urbanas.
- Assaltos.
- Furtos.
- Estupros.
- Trabalho infantil.
- Atropelamentos.
- Estradas com número de mortes de guerra, por semana.
- Mais da metade da população não conta, sequer, com redes para coleta de esgotos.
- Apenas 20% do esgoto gerado no País recebia algum tipo de tratamento.
- IDH 75º, abaixo de Chile, Argentina, Cuba, Uruguai, Costa Rica, Venezuela, Panamá...
- Salário miséria para professores.
- Falta de infraestrutura de transporte.
- Falta educação.
- Falta escolas.
- Falta policiais.
- Sobra políticos.

Vai, vai, vai! Sofrer! Chorar!!
Vai, vai, vai! Sofrer! Chorar!!

Vai Brasil, vai! Fecha os olhos!
Diz que é um dois cinco emergentes!

Arrota a Copa!
Arrota a Olimpíada!!
Arrota o Pré-Sal!!!

Diz que tá tudo bem,
fala pra América latina.
Diz que és o maioral.

Menininha levando prego no olho... é a vídeo-cassetada, do domingo-absurdo!

Arrota petróleo, e esconde a tua vergonha.
Morre a cada gota, mudo, um zé-ninguém jogado a cada segundo nas tuas ruas.

Brasil é falta de educação.
Brasil é corrupção.

Deveriam ficar todos tranquilos quando um político rouba...

Afinal você, meu amigo:

- Sonega imposto.
- Não passa a nota fiscal.
- Aceita propina.
- Pede propina.
- Devolve salário.
- Não declara tudo o que ganha.
- Não declara tudo o que tem.
- Não se incomoda com o roubo do patrão.
- Não respeita as leis de trânsito.
- Anda muito além do permitido na cidade: setenta, noventa por hora...
- Anda muito além do permitido na estrada: cem, cento e cinquenta por hora...

Então meu amigo, tá tudo bem. Os políticos apenas também são como você.
Deixem eles lá roubando honestamente lá em Brasilía.
E nós aqui, abaixamos a cabeça e ficamos aqui com a nossa corrupçãozinha básica.
Aquela que nós comemos com arroz e feijão.
Aquela que nós tomamos com café com leite.

"O Brasil é tão bom, pena que tem brasileiros por lá."

Pra quem não entendeu; continua a falar que o Brasil tá evoluindo...


Afinal, nada mais brasileiro do que ser cego: em verde-amarelo!

Leandro Borges

4 comentários:

Paulo disse...

nu e cru

joão pedro disse...

que bom leandro.

kaliane disse...

tão sincero que acordar cedo com fome...http://www.atoshumanos.blog.terra.com.br

Márcia disse...

Na veia!

Creative Commons License
Poesya, não burguesia! by Leandro Bastos Carneiro Borges is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at poesyas.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://poesyas.blogspot.com/.