Seguidores

7 de jan de 2009

Tempo atravessa o firmamento


Tempo atravessa o firmamento
pensamento conhece o movimento
momento deixa o vento lento
sem alento nem lamento
nem sangrento ao indeferimento
segue e vive.
Cem por cento
explode em talento
escuta atento ao sentimento
deixa o fermento do nascimento
dar andamento ao experimento
e não viver a contento
entre o afastamento e o sofrimento
ter o discernimento
a sabedoria do tempo.

Leandro Borges

Nenhum comentário:

Creative Commons License
Poesya, não burguesia! by Leandro Bastos Carneiro Borges is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at poesyas.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://poesyas.blogspot.com/.