Seguidores

29 de out de 2015

Porto Alegre Primaveril


Da majestosa natureza a euforia irradia.
Tira da tua beleza teus diversos brilhos
que são postos nos nossos olhos: vibrantes.
O sol ilumina tuas flores, noite e dia.
Faz de Porto Alegre o lugar dos sonhos.

Traz a cor pras almas outrora frias.
Um espetáculo de flores a cair
forrando o chão pelas ruas e avenidas.
Revela a olho nú tua poesia a rir.

Todos tons de lilás e roxo de cores vivas.
Ipês abençoados, a cada ano mais recheados.
Com flores a cair festa de rosa e lilás
gritam a beleza sem igual dos teus caminhos.

Ruas feitas como tuneis de flores.
Foste tu, Porto Alegre primaveril, a fazer
nascer todos os meus febris amores
por ti, pela flor, pela morena e pelo tecer.

Teço a vida, teço a arte, teço a alegria,
teço o sonhar, teço o brincar, teço o amar,
teço o lúdico, a inspiração, a paixão,
o sonhar, a paz, a luta e a esperança.

Leandro Borges - 01/11/2007

Nenhum comentário:

Creative Commons License
Poesya, não burguesia! by Leandro Bastos Carneiro Borges is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at poesyas.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://poesyas.blogspot.com/.