Seguidores

7 de nov de 2013

Um abraço


Uma vontade de abraçar...
Um abraço: pra não deixar estranheza.
Simples e prolongado.
Sublime e atemporal.
Pra ficar nada indigesto...

É muito estranho um beijo no rosto.
Pode até ser orgulho.
É difícil de lidar...

Prefiro um abraço.
O abraço que ultrapassa
a intimidade de um beijo na boca.

Que devora o íntimo das almas,
que traz uma paz enorme ao coração
e um conforto sublime, sem igual.

Abraço é o beijo dos corações.

Leandro Borges

Nenhum comentário:

Creative Commons License
Poesya, não burguesia! by Leandro Bastos Carneiro Borges is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at poesyas.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://poesyas.blogspot.com/.