Seguidores

6 de ago de 2011

Linda Sinfonia

Unhas de amor, a dor e o prazer.
Tua face, teu o olhar... fulgor!
Nossos rostos colados: enlaçados.

A fúria da paixão toma o corpo
e cada centímetro de seu corpo irradia.
Frágil, bela e voraz.
Como todas as riquezas de cores
tu , doce jovem, se faz.

E que se fez de riqueza de cores
agora nossos amores se pertencem.
Combinação de paixão e excitação
um turbilhão de emoções explodem
nas constelações de nossos corpos.

Teu rosto deitado em meu peito.
Sentado, calmo e calado faço-te carinho.
Um afago nos meus braços e assim
vamos voar, dentre todas estrelas vamos voar.

Teu lindo sorriso nos olhos me encanta a alma.
Tua boca sempre me chama, e lindas curvas dos teus lábios.
Dança das almas num lugar de nossas mentes, a nossa dança.
Quero um cálice, champagne, você e eu e um brinde.

Minha linda rosa, que de mais conhece-la se desabrocha.
Perfume tocante, que entre todas as fitas: cintilante.
Um mergulho para dentro de nossas almas,
nossos beijos, abraços fortes, sorriso no olhar,
palavra macia, beijo vibrante e linda valsa como trilha.

Um véu nos cobre, velas ao redor.
Uma chuva de pétalas e assim nos banha.
Um vendaval de cheiros invadindo o lugar.
Um passo firme e ao meu lado está.

Leandro Borges - 09/12/2005

Nenhum comentário:

Creative Commons License
Poesya, não burguesia! by Leandro Bastos Carneiro Borges is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at poesyas.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://poesyas.blogspot.com/.