Seguidores

1 de jul de 2011

Lua-Magma

Grande como a lua.
Tão linda e excitante.
Sedenda e quente.
Sinto o calor da pele.
O suor das partes.
Intenso sabor da flor.

Seja vulcão.
Seja erupção de mel.

Pulsa, irradia, é tanta cor; tanta alegria.
Respiração alterada, acelerada e feliz.
Tenta esconder a chama, mas não me engana.
É tanta tara, não para e me chama.

Queimamos por horas e horas.
É tanta lenha, tanto fogo.
Te ofereço o meu mais precioso presente ígneo.

Tenha sede.
Tenha ebriedade
Tenha furor.

Exploda a tua flor em mim.

Leandro Borges

Nenhum comentário:

Creative Commons License
Poesya, não burguesia! by Leandro Bastos Carneiro Borges is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at poesyas.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://poesyas.blogspot.com/.