Seguidores

20 de dez de 2010

Na estrada em volta do planeta


Gira-Mundos como nós
Alavancam em cada ciclo
Voltam a cada volta

Andarilhos como nós
Viajam a cada ponto
Ao unirem entram a conexão

Viajantes como nós
desbravam pelas cidades
De lugar em lugar, desvendam

Aventureiros como nós
Navegam os sete mares
A cada porto, amam

Mochileiros como nós
Carregam a cada cultura
A cada conhecimento, crescem

Gitanos como nós
Atravessam as sociedades
a cada estação uma nova vida

Passantes como nós
Percebem milhares de mínimos detalhes
A cada quilometro um simples caminhar

Forasteiros como nós
São quase sempre estranhados
A cada contradição, uma nova visão

Nomades como nós
Seguem o movimento do vento
A cada ventania, metamorfoseiam

Estrangeiros como nós
Voam por muitos ninhos
A cada pulso, um novo amor

Clandestinos como nós
Fogem a cada esquina
A cada rima, um novo verso

Errantes como nós
Falham em muitas bifurcações
A cada degrau, evoluem

Irmãos como nós
Despertam dos sete véus
A cada consciência, iluminam!

Leandro Borges

Nenhum comentário:

Creative Commons License
Poesya, não burguesia! by Leandro Bastos Carneiro Borges is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at poesyas.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://poesyas.blogspot.com/.