Seguidores

3 de ago de 2011

Copos-de-leite e Rosas vermelhas

O vento me trouxe flores.
São copos-de-leite e rosas vermelhas.
A textura de suas pétalas é sutil.

Transe; estou totalmente paralisado!
Estou parado e sonhando: acordado.
Nada vejo ao meu redor, apenas vejo
flores e a luz dos teus olhos.

Mergulho placidamente em teus braços.
A voz me soa doce e singela, as tuas
cores fazem transcender a tua beleza.

Mesmo em silêncio escuto a tua voz.
Sentimento de querer bem me toma o corpo
ao mesmo tempo que ele voa para perto de ti.
Milhares de estrelas iluminam nosso caminhar.
Eu não quero emergir... Sim, mergulhar!

Leandro Borges - 14/10/2004

Nenhum comentário:

Creative Commons License
Poesya, não burguesia! by Leandro Bastos Carneiro Borges is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at poesyas.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://poesyas.blogspot.com/.